Dieta para emagrecer uma criança? Isso é saudável?

Dieta para emagrecer uma criança?

Criança pode fazer dieta?

Durante a fase de desenvolvimento, algumas crianças podem ganhar peso mais rápido do que crescer em altura. A dieta nesta fase, além de não resolver, pode tornar o problema ainda maior.

A conduta de oferecer uma dieta à criança, principalmente antes do chamado estirão de crescimento, que compreende a fase de rápido crescimento antes da puberdade, pode alterar todo o processo de desenvolvimento da criança.

Focar só no peso pode ter consequências muito importantes no comportamento da criança frente ao seu próprio corpo, no peso futuro ou no desenvolvimento de transtornos alimentares.

Como o organismo responde a essas dietas?

Quando o corpo está em crescimento, o cérebro entende a dieta como sinal de perigo, porque não está mais comendo e desenvolve um processo de adaptação para aumentar o apetite.

Qual a solução?

  • É importante a família focar no estilo de vida saudável;
  • Dê preferência a alimentos de verdade, aqueles in natura ou minimamente processados. Os industrializados e fast foods são os alimentos perigosos e que contribuem para a obesidade e outras doenças;
  • Inclua frutas, legumes e verduras na alimentação diária;
  • Os alimentos ricos em fibras promovem maior sensação de saciedade e devem estar presentes em todas as refeições;
  • Não adoce bebidas como achocolatados ou sucos de frutas naturais, pois estes já contêm açúcar suficiente em sua formulação;
  • Sirva porções menores e respeite caso ele se sinta satisfeito e não coma tudo o que você colocou no prato;
  • Além de adotar hábitos alimentares saudáveis, é muito importante praticar atividade física, seja andar de bicicleta, jogar bola, fazer caminhada com o cachorro, entre outras.

É importante focar na saúde e não no peso!

Já conhece o Projeto Comer & Aprender?

Clique aqui e conheça nosso trabalho pelas redes sociais!

 

10 Dicas de alimentação infantil saudável para as férias de verão

Aproveite as 10 Dicas de como oferecer uma alimentação saudável nas férias para as crianças.

Com as férias de verão chegando, a alimentação das crianças tende a sair da rotina, afinal, é hora de se divertir e aproveitar a praia, piscina, parques e outras diversões.

Um desafio deste período é garantir que as crianças se alimentem de forma saudável e balanceada. Para contribuir com esta missão, listamos abaixo 10 dicas para a alimentação da criançada e de toda a família:

01) Mesmo que a criança acorde tarde, inicie o dia com um bom café da manhã. Esta refeição deve garantir boa parte dos nutrientes necessários ao dia. Inclua pão integral, torradas, iogurtes, frutas, cereais matinais integrais e evite alimentos gordurosos.

02) Leve lanches leves para os passeios como frutas, barra de cereais, sanduiches naturais, suco natural, biscoitos de polvilho e acomode-os em bolsas térmicas para melhor conservação, pois as altas temperaturas estragam facilmente os alimentos.

03) Ofereça líquido o tempo todo para hidratar as crianças, pois elas tendem a ignorar a sede com a empolgação da diversão. A água não deve ser substituída, mas pode ser complementada com água de coco, sucos naturais, frutas, chás gelados, vitaminas e até picolés de frutas.

04) Leve garrafas de água fresca durante os passeios.

05) Faça refeições leves e ricas em legumes e vegetais, dê preferência aos grelhados de carnes brancas (frango, peixe). Evite frituras, alimentos com excesso de gordura e de difícil digestão.

06) Evite maionese, salgadinhos fritos muito manipulados, tipo coxinha, lanches gordurosos e doces com recheio de cremes, pois esses alimentos podem estragar e azedar.

07) Evite exagerar nos lanchinhos e guloseimas e ofereça, pelo menos uma vez ao dia, uma refeição completa com carne, legumes, verduras, arroz e feijão. O macarrão também é recomendado por ser de fácil digestão, dá energia e geralmente é bem aceito pelos pequenos.

08) Deixe sempre frutas ao alcance das crianças, assim poderão despertar mais vontade de comê-las.

09)Reserve um tempinho nas férias, leve as crianças para a cozinha e divirtam-se preparando deliciosas receitas!

10) Não deixe de celebrar o fim do ano com muita união, paz e felicidade! Curta sua família!

Nós, do Comer e Aprender, desejamos Boas Festas e Férias inesquecíveis!!

Siga nosso Instagram @projetocomereaprender

Conheça nossos serviços, saiba mais.

Batata: ótima opção para refeições criativas e nutritivas.

Batata: alimento versátil e muito consumido.

Como sabemos, a batata é um alimento muito consumido pelos brasileiros e isso acontece pela versatilidade do alimento, que pode ser usado em diversas preparações culinárias.

Além disso, este tubérculo é encontrado com facilidade em supermercado, feiras e quitandas.

Ao contrário do que muitos pensam, a batata não é somente fonte de carboidratos, ela é composta por vitaminas e minerais importantes ao bom funcionamento do organismo, como: Vitaminas do complexo B (B1, B2 e B3), Vitamina C, fósforo e potássio.

  • As vitaminas do complexo B (B1, B2 e B3) atuam na manutenção do sistema nervoso central e sua deficiência pode acarretar em alterações visuais, descamação da pele, queimação da boca, lábios e língua. 
  • A vitamina C auxilia na prevenção de doenças respiratórias, reações alérgicas e cicatrização. A vitamina C também tem papel antioxidante e ajuda na prevenção de doenças relacionadas ao envelhecimento.
  • Quanto aos minerais, a batata possui fósforo, que faz parte da constituição dos ossos e dentes, e potássio, que atua na redução da pressão sanguínea, diminuindo o risco de infarto.

Se evitarmos o preparo em fritura e consumirmos com moderação, podemos aproveitar a batata como um excelente alimento e compor nossas refeições com criatividade e nutrição.

Existem diversas variedades de batata cultivadas em todo o mundo, no Brasil temos 19 tipos deste tubérculo. No site http://www.abbabatatabrasileira.com.br/2008/variedades.asp  você encontra toda a varidade deste alimento.

Gostou? Comenta, curte, compartilha e conta, qual sua melhor receita com batatas?

Quer levar conhecimento e culinária saudável para seus amigos e familiares? Saiba como clicando aqui.

 

Benefícios do mel

A abelha é responsável por um alimento muito importante, o mel.

Se começarmos a pensar, podemos usar esse alimento para substituir, em muitos casos, o açúcar refinado.

Que tal entendermos melhor sobre o mel?

O mel de abelha é uma substância viscosa, composta por cerca de 80% a 90% de carboidratos.

O mel tem aplicações nutricionais e terapêuticas. Possui propriedades antimicrobianas, antivirais, antiparasitária, anti-inflamatória, antioxidante e anticarcinogênica.

Além de apresentar, em sua composição, vitaminas e sais minerais fundamentais para a boa saúde.

O aroma, paladar, coloração, viscosidade e propriedades funcionais do mel estão diretamente relacionados com a fonte de néctar que o originou e também com a espécie de abelha que o produziu.

No entanto, é importante ressaltar que o consumo de mel é contra-indicado em algumas situações:

Crianças menores de 3 anos de idade:
Uma bactéria encontrada comumente no mel é a chamada Clostridium boltulino.O sistema digestivo da criança, até os três anos de idade, pode não estar completamente desenvolvido e maduro, não se defendendo de forma eficiente de corpos estranhos e, no caso de encontrar essa bactéria no mel, existe a possibilidade de intoxicações graves, então é melhor evitar!

Diabéticos:
Os diabéticos devem evitar o mel, pois possui muito açúcar simples, que eleva rapidamente a glicemia do sangue.

Alérgicos:
Pessoas sensíveis, com tendência a alergias, podem desenvolver reações alérgicas, manifestando mal estar gástrico e até dor de estômago, devido aos grãos de pólen presentes no mel.

Se você não está dentro dessas contra-indicações, que tal começar a adaptar os chás e sucos ou comer com biscoitos, torradas, frutas, iogurtes, sobremesas e até mesmo puro?

Quer saber como o Projeto Comer e Aprender pode ajudar as crianças em busca de uma alimentação saudável? Veja aqui.